Arquivos repúdio - Associação dos Agentes Penitenciários da Paraíba

Tags: ,

REPÚDIO AO OCORRIDO NO PB1 (PRESÍDIO)

denuncia

 

 

 

“Seria cômico se não fosse trágico”, essa é a frase que melhor se aplica à atitude tomada, essa semana, pelo diretor do Presídio PB1 e que foi amplamente divulgada nos grupos de whatsapp.

O Diretor André Lourenço proibiu terminantemente a entrada, na unidade, de qualquer membro das entidades que representam os Agentes Penitenciários da Paraíba.

Tal atitude demonstra e reforça um comportamento nada Republicano e Democrático, que, diga-se de passagem, tem sido uma marca deste Governo.

A AGEPEN repudia veementemente qualquer ato que venha cercear o direito dos Agentes Penitenciários da Paraíba. Impedir que membros da Associação ou Sindicato tenham acesso às dependências do Presídio expõem e evidenciam um abismo que o Governo criou com a categoria nos últimos sete anos.

O presidente da AGEPEN, Marcelo Gervásio, sempre esteve aberto a sentar à mesa de negociação e dialogar com o Governo em prol dos valorosos associados. Uma categoria composta por homens e mulheres honrados que mesmo diante de todas as dificuldades e desvalorização, fazem do Sistema Penitenciário Paraibano uma ilha em meio ao caos que vemos país afora, especialmente no Nordeste.

Talvez não fosse necessário, mas a AGEPEN-PB, como um dos representantes legais dos Agentes Penitenciários da Paraíba quer reforçar que a intenção da categoria é ser reconhecida, dada sua importância na área de Segurança Pública. 

Não suportamos mais sermos enganados e tratados com tanto menosprezo pelo Governo, que sequer se propõem a explicar por que não implanta nossa Lei Orgânica e PCCR e tão pouco se pronuncia sobre o fato de hoje sermos o PIOR SALÁRIO DO PAÍS.

A atitude do diretor André Lourenço deixa a fratura ainda mais exposta, mas continuaremos lutando de pé, afinal não preiteamos nada além do que há tempos já merecemos.

Aproveitamos para fazer não um convite e sim uma CONVOCAÇÃO pra que, no próximo dia 22, todos os Agentes Penitenciários da Paraíba se façam presentes à Assembléia.

Unidos com certeza somos muito mais fortes.

 

Marcelo Gervásio

Presidente-AGEPEN-PB

NOTA DE REPÚDIO À TV TAMBAÚ

A Associação dos Agentes Penitenciários da Paraíba – AGEPEN-PB, vem a público demonstrar repúdio e indignação ao veículo de comunicação TV Tambaú, por permitir que seus profissionais comunicadores extrapolem a sua competência precípua, que é a de informar, e se concentrem em fazer pré julgamentos totalmente desinformados, desrespeitosos e caluniosos.
Estamos aqui nos referindo ao fato ocorrido no Programa Casos de Polícia, do dia 22.10.2016, quando o comunicador Rubens Júnior (ouvir o aúdio), demonstrando total ignorância do que preceitua a Lei 10.826, Lei do Desarmamento, que assegura aos agentes penitenciários o direito de portar arma de fogo fora do serviço, teceu comentários errôneos, caluniosos e infelizes sobre a conduta do agente penitenciário Francisco Josemar, profissional honrado, dedicado e de conduta ilibada que teve sua vida tragicamente ceifada quando estava em seu momento de lazer.
Comentários estes que ofenderam não só a honra do companheiro morto, mas a dos homens e mulheres de bem que compõe esta categoria e arriscam suas vidas para garantir que cidadãos, como o comunicador, possam viver tranquilamente e no gozo de seus direitos.
Ora, uma empresa cujo objetivo é transmitir informação de forma séria, deveria policiar e exigir dos seus profissionais um conhecimento prévio daquilo que é falado.
Exigimos da TV Tambaú uma retratação pública, pois não somos foras da lei e temos direito a portar arma onde quer que estejamos, seja no trabalho ou lazer.
Nossa profissão é a segunda mais perigosa do mundo, lidamos com aqueles que a sociedade rejeitou e temos o direito de andar armados para garantir a segurança do nosso maior bem: nossa vida.

 

AGEPEN-PB

 

Presidente da Associação de Bombeiros Militares do RN tem nota de prisão publicada como retaliação à representatividade

Talvez o nobre leitor esteja a pensar que esta lendo noticia antiga , do século XIX, não, lave os olhos e centralize o olhar, sim, estar a acontecer no Rio Grande do Norte e a vítima da vez é o senhor Dalchem Viana do Nascimento Ferreira, presidente da ABM-RN, ou melhor, a vitima são as Entidades, a democracia e toda a república por que é notório o golpe no estado democrático de direito a própria legislação local que permite tal absurdo, percebe-se ai claramente a tentativa de calar as entidades de praças do Rio Grande do Norte.


Muito temos observado o Governador do Rio Grande do Norte, Robson Farias, reconhecemos aqui da Paraíba muitos avanços comparados com a nossa realidade local, é só comparar as remunerações das praças, policiais civis e agentes penitenciários dos dois estados, admito Governador, as vezes bate uma inveja, no entanto, esse ato local deve ser combatido, reprimido e o executor do inominado absurdo nunca mais comandar nada, aqueles que lutam contra a democracia Governador são inimigos da pátria, quanto ao senhor, preferimos dar um crédito e acreditar que foi algo isolado e que em breve será resolvido, não manche sua biografia com as pessoas que não pensam num bem maior.


Por essas e por outras, defendo, desde já, a criação da Associação da Segurança Pública do Nordeste, tendo em vista de que a nossa realidade regional é diferente de todo o Brasil, ainda acontecem essas aberrações, sou testemunha viva da bela história das entidades classistas do RN, já militei nelas, mais especificamente na ASSPRA, os senhores fazem parte do grupo de associações mais atuantes do Norte do país, o respectivo momento deve servir para o crescimento e agregação da representatividade em um plano maior, contem com este presidente, contem com a AGEPEN-PB.

 

Marcelo Gervásio
Presidente Executivo
AGEPEN-PB e membro da FEBRASP