Arquivos PCCR - Associação dos Agentes Penitenciários da Paraíba

Tags:

ASSOCIAÇÃO DOS POLICIAIS PENAIS DA PARAÍBA REAVALIA POSTURA APÓS REUNIÃO COM O GOVERNO PARA TRATAR DA IMPLANTAÇÃO TOTAL DO PCCR DA CATEGORIA

Participaram da reunião no dia 23 de junho de 2020, realizada por meio remoto, a Associação dos Policiais Penais da Paraíba, a Secretaria da Administração Penitenciária e o Secretário da Fazendo do Estado da Paraíba e o principal tema foi a total implantação das progressões verticais por parte do Estado conforme preconiza a Lei 11.359 de 18 de junho de 2019.

No decorrer da reunião foram apresentadas as propostas pela Associação de implantação das promoções, a primeira com a previsão de implantação dividida em quatro meses e a segunda com a previsão de implantação em seis meses, no entanto, o Secretário da Fazenda alegou que a atual situação orçamentária do Estado não permitiria o cumprimento da determinação legal prevista na Lei 11.359 de 18 de junho de 2019. Solicitou que a categoria aguardasse por volta de três meses para que o Estado mostrasse sinais de recuperação da economia.

Apesar de toda a argumentação da Associação dos Policiais Penais da Paraíba, inclusive, mostrando que o impacto da implantação seria mínimo e teria um pequeno acréscimo de R$ 165.000 (cento e sessenta e cinco mil reais) por mês durante 6 (seis) meses, ainda assim, optou o Governo por descumprir uma lei já em vigor sustentando o argumento de falta de previsibilidade futura para a arrecadação. Os representantes do Governo ainda afirmaram que existe a possibilidade de ainda esse semestre haver a incorporação completa do plano de carreira dos policiais penais da Paraíba.

Nas palavras de Wágner Falcão, presidente da entidade: “estou bastante entristecido, o Governo demonstra não ter o cuidado e zelo necessário para com a categoria, sempre nos mostramos solícitos em todos os momentos de crise, sempre buscamos ser parceiros colaborando em total prontidão com a sociedade paraibana, após mais de uma década do último e único concurso a nossa categoria ainda não foi reconhecida de fato; temos grandes profissionais em nossa classe, guerreiros e guerreiras abnegados, mesmo estando abaixo da média salarial da categoria no país, ainda assim, é notório o alto nível de desempenho dos nossos profissionais; estou extremamente magoado, decepcionado e chego a desacreditar do Estado Democrático de Direito quando o próprio Estado descumpre as suas leis; o sentimento também é de inconformidade, incredulidade, pois, a categoria merecia ao menos um feedback positivo por parte do Governo, toda a categoria encontra-se revoltada com a falta de previsão do Governo para as implantações das promoções, um direito conquistado por lei”.

Os números do sistema penitenciário paraibano no combate ao COVID-19 são muito bons, sento o terceiro sistema penitenciário do Brasil que mais fez testagem na população carcerária, tendo umas das menores taxas de letalidade da doença, as estatísticas só reforçam o nível de profissionalismo e compromisso dos policiais penais do Estado. A Associação dos Policiais Penais da Paraíba deve tomar algumas providências nos próximos dias, entre elas: disponibilizar o corpo de advogados de forma mais enfática, com o propósito de acionar a justiça para a implantação das classes e com cobrança do retroativo e devem tratar sobre a possibilidade de convocação de uma assembleia geral, respeitando as normas sanitárias.

ASSINADO O PCCR DOS AGENTES PENITENCIÁRIOS DA PARAIBA

 

assinatura-ppcr

 

Um dia histórico para os Agentes Penitenciários da Paraíba. É assim que podemos classificar o dia 27 de  maio de 2019 (última segunda-feira).

Ao longo de 90 anos de muito trabalho, incansáveis lutas, vitórias e alguns desabores, nunca deixamos de sonhar. Com uma categoria valorizada e tendo melhores condições de trabalho.

E sabíamos que o ponta pé inicial só podia ser dado por nós. Começando com a escolha de um Governador que fosse entre outras coisas, sensível com nossa causa e reivindicações.  Aliado a isso, com o perdão de quem não admira ou curte futebol, era de suma importância ter um Secretário que “fizesse o meio campo” entre o Governo e nossa Categoria.

O “meio campista”, pelo menos para os saudosistas é o cérebro do time, o que recebe a bola, muitas vezes um “tanto quadrada”, pára, pensa, escolhe a melhor jogada, no momento certo. E o resultado é quase sempre o gol.

E nosso gol saiu, um gol de placa – nosso PCCR (Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração).

Na nossa dupla de zaga, Marcelo Gervasio, defendendo com maestria suas idéias e convicções, nunca deixando de ouvir quem quer que desejasse contribuir.

Ao seu lado, Wagner Falcão, que “entrou” com a bola rolando e não deixou o ritmo cair, muito pelo contrário, “deu gás” ao time, “colocou fogo” no jogo. Parceira perfeita.

Faltava aquele meio campista, que mencionamos anteriormente. E com a chegada do Coronel Sérgio Fonseca como Secretário da SEAP, a largura estava definitivamente preenchida. Figura impar, cidadão honrado, justo, carismático e extremamente competente.

Desde o início de sua gestão, vestiu a camisa da nossa categoria. Embora pertencente à Briosa Polícia Militar da Paraíba, sua atenção, dedicação e identificação com os Agentes Penitenciários é algo que foge do nosso entendimento.

Faltava ainda o “homem gol”, aquele finaliza a jogada, que “coloca a bola pra dentro”. A ele cabe a materialização do momento mais sublime da partida.

E essa tarefa coube à João Azevedo, político de uma técnica invejável, o Governador que escolhemos para conduzir os rumos do Estado da Paraíba.

Tal qual os grandes artilheiros, João chegou “prometendo gols”, mas creio que nem os mais otimistas, acreditavam que estes sairiam tão rápido.

Diante de “uma arquibancada” lotada. Composta por homens e mulheres, alguns jovens, outros tantos experientes. Agentes Penitenciários da Paraíba.

Em cada rosto, um misto de sentimentos e emoções.

Felicidade latente, choros contidos, gritos entalados na garganta e uma pitada de incredulidade.

Seria mesmo verdade que tal momento era real? Sim, foi, é.

Há que se ressaltar que um time vencedor não se faz apenas por um bom técnico, dirigente competente, torcida apaixonada e vibrante.

Vitórias e conquistas passam ainda pelos “pés” de jogadores que muitas vezes passam despercebidos pelos torcedores,mas que são de fundamental importância para o bom desempenho da equipe.

Temos muitos desses jogadores e seria impossível citar todos, sendo assim citarei alguns que serão representantes dos demais.

Companheiro Selva, Pastor Marinho e Ronaldo, nosso bravo e destemido representante do Sertão.

A “partida está ganha”? Digamos que bem encaminhada para isso, mas há que se lembrar que o campeonato é longo.

Há muito trabalho pela frente. Muito suor e porque não dizer lágrimas a serem derramadas ainda.

Mas estejamos cientes, para que os futuros resultados sejam positivos, dependem mais do que nunca do nosso empenho, dedicação e engajamento.

Talvez cedo e prematuro dizer que João Azevedo é o melhor Governador que o Estado da Paraíba já teve. Mas podemos afirmar sem sombra de dúvidas é o melhor Governador, não só para o Sistema Penitenciário apenas, mas para a Segurança Pública da Paraíba.

Sua notável sensibilidade o fez ver que, a redução nos índices de violência Estado afora, passa impreterivelmente pela valorização do ser humano.

Que Deus continue nos abençoando, guiando e protegendo. A caminhada é longa. Os desafios inúmeros.

Obrigado a cada um de vocês, que mesmo diante de todas as dificuldades e adversidades, nunca deixou-se abater pelo desânimo ou descrença. Tenha certeza, já tá valendo a pena cada lágrima derramada. Hoje elas são de felicidade.

A você que não acreditou, que torceu contra ou que sempre trazia uma palavra de pessimismo muito obrigado, você foi nosso combustível. Mas agora te queremos do nosso lado.

Por fim, mas não menos importante, agradecemos ao Deputado Adriano Galdino, presidente da Assembléia Legislativa da Paraíba. Homem de palavra e que também se sensibilizou com nossa luta.

AGEPEN – PB, sempre do nosso lado, venha você também fazer parte dessa família.

JUNTOS SOMOS MUITO MAIS FORTES