SINDASP-PB E AGEPEN-PB REPUDIAM PERSEGUIÇÃO DO GOVERNADOR AOS AGENTES PENITENCIÁRIOS

SINDASP-PB E AGEPEN-PB REPUDIAM PERSEGUIÇÃO DO GOVERNADOR AOS AGENTES PENITENCIÁRIOS
abril 24 01:10 2018

SOS: SISTEMA PRISIONAL DA PARAÍBA

 

Vivemos tempos onde muito se discute sobre a questão da liberdade. Seja liberdade por orientação sexual, liberdade de imprensa ou liberdade de expressão.

Entretanto a Paraíba vai na contramão deste movimento. Ricardo Vieira Coutinho transformou o Estado num verdadeiro Feudo. Onde ele é o advogado, o promotor e o juiz. Manda prender, manda soltar.

O que tem sido feito com o funcionalismo público Paraibano, em especial da Segurança Pública, é assustador e revoltante.

Ricardo parece ter “rezado” pela cartilha dos piores ditadores que o país já teve. Vive-se uma censura velada, onde não se pode falar ou expressar qualquer pensamento que contrarie o interesses do Rei.

Para piorar, o líder mor dos Girassóis na Paraíba escolheu os Agentes Penitenciários para descarregar seu repertório de maldades e perseguições.

Servidores Penitenciários têm sido covardemente transferidos de suas unidades, de forma arbitrária e cruel. O ápice foi a criação de um grupo de escolta hospitalar. Com uma escala esdrúxula, criada como forma de punição. Punição pelo simples fato dos agentes terem reivindicado o direito de um PCCR.

Hoje, os servidores submetidos a tal escala tiveram suas vidas viradas pelo avesso. Perderam o direito do convívio familiar e os que são de outros estados, foram afetados profundamente nas suas finanças.

Estes profissionais estão sujeitos à fiscalização da Polícia Militar. Algo que tem como único objetivo, HUMILHAR os Agentes Penitenciários.

O grupo foi criado sem qualquer organização e estrutura. Além de estarem expostos aos perigos de uma unidade hospitalar, estes servidores não dispõem de armamentos, rádios para comunicação, EPI’s como coletes balísticos. O efetivo do grupo também é insuficiente o que tem causado, diariamente, sérios transtornos no momento das trocas de plantão. Por si só, tal situação deixa evidente o caráter único e exclusivo de punição desses Agentes Penitenciários.

Esquece o governador que toda essa situação coloca em risco, não apenas os profissionais de segurança penitenciária, bem como os presos escoltados e ainda da população em geral que se utiliza dos servidores dessas unidades hospitalares.

Alguns destes profissionais também estão respondendo processos administrativos, abertos pelo Estado. Processos infundados, com intuito de causar transtornos irreparáveis nas fichas funcionais dos servidores.

Uma pena muito alta  pra quem apenas luta pela mudança nas condições de trabalho nas unidades prisionais Paraibanas e reivindicam merecidamente um ajuste no salário dessa categoria que hoje “ostenta” o posto de pior salário do país.  Pleiteia ainda um PLANO  DE CARGOS CARREIRAS E REMUNERAÇÃO.

Mesmo diante deste terrível cenário o Sindicato e a Associação dos Agentes Penitenciários da Paraíba salienta que devido ao profissionalismo e comprometimento dos valorosos Agentes Penitenciários da Paraíba mantém-se o Sistema Penitenciário Paraibano uma “ilha” diante do caos que vemos instalado nos Estados vizinhos do CE, RN e PE.

E ao contrário do que prega o excelentíssimo perseguidor, digo governador da Paraíba Ricardo Coutinho, o Estado tem, como Pilatos, lavado as mãos e dado as costas a segurança pública na Paraíba.

O sistema Prisional da Paraíba pede SOCORRO. Algo precisa ser feito, antes que seja tarde demais.

Escreva um comentário

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Seja o(a) primeiro(a) acomentar!.

Comente

Seus dados estarão seguros! Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com terceira pessoa.
Todos os campos são necessários.