ASSOCIAÇÃO DOS POLICIAIS PENAIS DA PARAÍBA REAVALIA POSTURA APÓS REUNIÃO COM O GOVERNO PARA TRATAR DA IMPLANTAÇÃO TOTAL DO PCCR DA CATEGORIA

ASSOCIAÇÃO DOS POLICIAIS PENAIS DA PARAÍBA REAVALIA POSTURA APÓS REUNIÃO COM O GOVERNO PARA TRATAR DA IMPLANTAÇÃO TOTAL DO PCCR DA CATEGORIA
junho 24 19:41 2020

Participaram da reunião no dia 23 de junho de 2020, realizada por meio remoto, a Associação dos Policiais Penais da Paraíba, a Secretaria da Administração Penitenciária e o Secretário da Fazendo do Estado da Paraíba e o principal tema foi a total implantação das progressões verticais por parte do Estado conforme preconiza a Lei 11.359 de 18 de junho de 2019.

No decorrer da reunião foram apresentadas as propostas pela Associação de implantação das promoções, a primeira com a previsão de implantação dividida em quatro meses e a segunda com a previsão de implantação em seis meses, no entanto, o Secretário da Fazenda alegou que a atual situação orçamentária do Estado não permitiria o cumprimento da determinação legal prevista na Lei 11.359 de 18 de junho de 2019. Solicitou que a categoria aguardasse por volta de três meses para que o Estado mostrasse sinais de recuperação da economia.

Apesar de toda a argumentação da Associação dos Policiais Penais da Paraíba, inclusive, mostrando que o impacto da implantação seria mínimo e teria um pequeno acréscimo de R$ 165.000 (cento e sessenta e cinco mil reais) por mês durante 6 (seis) meses, ainda assim, optou o Governo por descumprir uma lei já em vigor sustentando o argumento de falta de previsibilidade futura para a arrecadação. Os representantes do Governo ainda afirmaram que existe a possibilidade de ainda esse semestre haver a incorporação completa do plano de carreira dos policiais penais da Paraíba.

Nas palavras de Wágner Falcão, presidente da entidade: “estou bastante entristecido, o Governo demonstra não ter o cuidado e zelo necessário para com a categoria, sempre nos mostramos solícitos em todos os momentos de crise, sempre buscamos ser parceiros colaborando em total prontidão com a sociedade paraibana, após mais de uma década do último e único concurso a nossa categoria ainda não foi reconhecida de fato; temos grandes profissionais em nossa classe, guerreiros e guerreiras abnegados, mesmo estando abaixo da média salarial da categoria no país, ainda assim, é notório o alto nível de desempenho dos nossos profissionais; estou extremamente magoado, decepcionado e chego a desacreditar do Estado Democrático de Direito quando o próprio Estado descumpre as suas leis; o sentimento também é de inconformidade, incredulidade, pois, a categoria merecia ao menos um feedback positivo por parte do Governo, toda a categoria encontra-se revoltada com a falta de previsão do Governo para as implantações das promoções, um direito conquistado por lei”.

Os números do sistema penitenciário paraibano no combate ao COVID-19 são muito bons, sento o terceiro sistema penitenciário do Brasil que mais fez testagem na população carcerária, tendo umas das menores taxas de letalidade da doença, as estatísticas só reforçam o nível de profissionalismo e compromisso dos policiais penais do Estado. A Associação dos Policiais Penais da Paraíba deve tomar algumas providências nos próximos dias, entre elas: disponibilizar o corpo de advogados de forma mais enfática, com o propósito de acionar a justiça para a implantação das classes e com cobrança do retroativo e devem tratar sobre a possibilidade de convocação de uma assembleia geral, respeitando as normas sanitárias.

Escreva um comentário

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Seja o(a) primeiro(a) acomentar!.

Comente

Seus dados estarão seguros! Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com terceira pessoa.
Todos os campos são necessários.