AGEPEN-PB E SINDASP-PB SOBRE AS DECLARAÇÕES DO REPORTER VINÍCIUS HENRIQUE

AGEPEN-PB E SINDASP-PB SOBRE AS DECLARAÇÕES DO REPORTER VINÍCIUS HENRIQUE
fevereiro 25 22:27 2018

Que as Unidades Prisionais estão super lotadas, com números de presos duas, três e até quatro vezes superiores as suas capacidades, já é de conhecimento de boa parte da população Brasileira e na Paraíba não é diferente. Assim como, que a quantidade de Agentes Penitenciários nestas Unidades é insuficiente.

 Houve, sem dúvidas alguma, nos últimos anos, um crescimento desproporcional de Agentes X Apenados.

Pouca gente se atenta, no entanto, para outras questões, que são essenciais para o bom funcionamento dessas Unidades Prisionais.

Alguém já imaginou a quantidade de lixo gerada por populações que chegam a mais de 1000 apenados? Ou mesmo quem é responsável por fazer as refeições destes?

Pois bem, estas e outras atividades, são exercidas por presos, que são escolhidos pelas direções das Unidades, depois evidentemente, de avaliações criteriosas para tais escolhas.

Em grandes unidades, é comum que tais presos tenham acesso livres a todas as dependências, inclusive sala da direção, onde realizam limpezas e pequenos reparos. Dai surgiu o termo comumente utilizado, “presos de confiança”.

No ultimo dia 23, com a fuga de um destes “presos de confiança”, do Presídio Silvio Porto, em João Pessoa, veio à tona mais uma vez essa questão: Algum preso merece ser considerado de confiança?

O tema e polêmico e controvérsio. Entretanto, não se pode aceitar, em episódios como este, que injustiças e irresponsabilidades sejam cometidas. Principalmente por parte da imprensa, que tem como principal função a formação da opinião de grande parte da população.

Uma dessas injustiças partiu do apresentador Vinicius Henrique, do Sistema Arapuã. Em seu programa de rádio, ele fez diversas insinuações sobre a fuga no Presídio Silvio Porto, que colocaram em cheque a honestidade dos Agentes de plantão no dia do ocorrido. Insinuações estas, que não condizem com a postura e profissionalismo dos Agentes Penitenciários da Paraíba, sejam da referida Unidade ou de qualquer outra Estado afora.

O apresentador usou termos como “negligência”, “vacilou”, “cochilou” e “deixou”, para tentar, de maneira covarde, responsabilizar os valorosos e guerreiros Agentes Penitenciários do Presídio Sílvio Porto.

Queremos acreditar que por desconhecimento, Vinícius Henrique não mencionou alguns fatos extremamente relevantes, que iremos abordar aqui, não com intuito de apontar culpados, mas sim levantar falhas que, sem dúvidas, contribuíram para que houvesse êxito na fuga.

Como já foi dito, o apenado Paulo Ricardo Barreto da Silva (Paulinho) era de “confiança” não só dos Agentes, como também da Direção, com acesso por todas as dependências. Mas este não é o ponto crucial.

O preso se aproveitou não só da “liberdade” que tinha, mas principalmente do conhecimento acerca das fragilidades da estrutura externa da Unidade. Muros baixos (o que o preso pulou não tinha mais que 2 metros) inexistência de cerca elétrica, guaritas desativadas. E ainda, o apenado fazia parte da população do pavilhão 15 e este, ao contrário dos demais, não tem a contagem diária dos presos, por determinação da Direção.

O apresentador também não mencionou que, no dia da fuga, eram apenas 14 Agentes Penitenciários de plantão, para uma população de mais de 1600 privados de liberdade.  E que neste dia a Unidade estava recebendo ainda mais 30 presos. Pra que conhece o dia a dia de uma Unidade Prisional, sabe o quanto tal atividade exige a atenção total dos Agentes. O preso que fugiu sabia disso.

Diante do que foi exposto, fica evidente que as colocações e insinuações de Vinícius Henrique são injustas e irresponsáveis.

A AGEPEN-PB através de seu Presidente Marcelo Gervásio e Manuel Leite de Araújo, Presidente do SINDASP-PB, lamenta profundamente o ocorrido, mas se vê na obrigação de se solidarizar com cada um dos Agentes Penitenciários do Presídio Silvio Porto, que apesar das condições precárias de trabalho conforme apresentado, mantém a ordem e a disciplina nesta Unidade. 

 

Marcelo Gervásio
Presidente – AGEPEN-PB

Manuel Leite de Araújo
Presidente – SINDASP-PB

 

 

 

 

Escreva um comentário

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Seja o(a) primeiro(a) acomentar!.

Comente

Seus dados estarão seguros! Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com terceira pessoa.
Todos os campos são necessários.